Se você começou a ler este artigo pensando que vamos falar do Wesley Safadão, você se enganou. Infelizmente, o problema aqui “não é ter um grande coração”, assim como na música, porém um outro tipo de “sofrência”, igual ou até maior que aquelas do coração.

Há exatos 6 meses medito sempre que posso. Alivia o stress, melhora as noites de sono e ainda aumenta a criatividade. A prática me ajuda a encarar todos os problemas como oportunidades. Afinal, “o futuro será liderado por aqueles que souberem resolver problemas complexos”, já dizia Rachel Horta.

O objetivo deste texto, não é falar sobre minha meditação em si, mas apresentar o resultado da pesquisa de 2017 da PwC que demonstra como as organizações podem maximizar seus lucros investindo em tecnologia e método. 

A pesquisa aponta que o investimento médio em tecnologias emergentes cresceu apenas 1% ao longo do período de 10 anos. Nota-se claramente como ainda não é prioridade inovar e implementar novas tecnologias.

Inovação é uma tarefa árdua que devemos aprender todos os dias, da mesma forma que somos educados para escovar os dentes, cortar as unhas, etc. A criatividade e a inovação têm que se tornarem parte de nossa rotina. 

Só assim empresas e pessoas conseguirão sobreviver num mundo conectado e cada vez mais digital. A solução de um problema de ontem nem sempre será a mesma para amanhã, afinal, cada problema exige uma nova solução.

Mas, então o que nos falta para inovar?

Resposta: Método

Se tivermos um método, disciplina, uma pequena vontade de colocar ideias em prática conseguiremos mudar este número. Essa é  base da inovação, assim como da meditação: o método. 

Comece a inovar hoje, tire suas ideias do papel e conte conosco para ajudar nesse processo. Para continuar informado, siga nossas redes sociais!

_______

Referência: Runrun.it

Leave a Reply